Latest Posts

Sorry, no posts matched your criteria.

Stay in Touch With Us

Odio dignissim qui blandit praesent luptatum zzril delenit augue duis dolore.

Email
magazine@example.com

Phone
+32 458 623 874

Addresse
302 2nd St
Brooklyn, NY 11215, USA
40.674386 – 73.984783

Follow us on social

Palavras intraduzíveis transformadas em ilustrações

149

Alguns sentimentos possuem “nome” porém são de difícil definição. Alguns desses sentimentos e palavras são ainda mais singulares e existem apenas em sua língua/pais de origem, sendo intraduzíveis. A ilustradora britânica Marija Tiurina produziu uma série de ilustrações com palavras intraduzíveis.

Palavras intraduzíveis

Palavras intraduzíveis

As ilustrações buscam mostrar em imagens palavras que não conseguimos descrever ou dar um significado concreto. É incrível como por mais que sejam ilustrações de palavras intraduzíveis, só de ver as imagens já nos remetem a palavra ou sentimento sem ler o que está escrito na mesma. Vale a pena conferir.

Palavras intraduzíveis

Kyoikumama (Japonês): Uma mãe que fica em cima do filho para que ele tenha um bom desempenho acadêmico.

Palavras intraduzíveis

Luftmensch (Ídiche): Refere-se a alguém que é sonhador. Significa literalmente: pessoa aérea.

Palavras intraduzíveis

Gurfa (Árabe): Quantidade de água que você pode segurar nas mãos.

15

Palegg (Norueguês): Qualquer coisa que você pode colocar em uma fatia de pão.

16

Tingo (Pascuense): O ato de pegar todos os objetos que você gosta do seu amigo, gradualmente, pedindo emprestado.

17

Torschlusspanik (Alemão): Medo de que diminua as possibilidades conforme a idade passa.

Duende (Espanhol): O misterioso poder que uma obra de arte tem e que toca as pessoas profundamente.

19

Age-Otori (Japonês): Quando você fica pior do que estava antes de cortar o cabelo.

20

Cafuné (Português brasileiro): O ato de ternura dos dedos correndo pelos cabelos de alguém.

101

Baku-Shan (Japonês): Uma garota que é bonita desde que você só a veja de costas.

111

L’appel Duvide (Francês): “A chamada do vazio” seria a tradução literal, mas tem sua melhor descrição seria sobre o instinto de pular do alto de prédios.

121

Tretar (Sueco): É o segundo refil, ou melhor, a terceira vez que você repete.

131

Schadenfreude (Alemão): Aquela sensação de prazer ao ver a desgraça alheia.

Esse trabalho não para por aqui, e ainda tem muito mais no site da ilustradora, você pode conferir mais do seu trabalho aqui.

Quer ser mais criativo? Deixe seu e-mail conosco.

Sobre

Formada em Arquitetura e Urbanismo. Descobriu na teoria como funcionava as coisas que tentava colocar em prática intuitivamente. Apaixonada por ilustração e design de produto, métodos e planejamento estratégico.

Seja ainda mais criativo!
Deixe seu e-mail conosco.

You don't have permission to register