sábado, 16 dezembro 2017

O incrível trabalho de Renato Cunha

Não é nenhuma novidade que os designers e ilustradores comecem ainda criança desenhando super-heróis ou até mesmo copiando desenhos de HQ’s e livros, com Renato Cunha não foi diferente. Com o desenho sempre presente em sua vida e um mundo de possibilidades oferecidas através dele, o interesse em aprimorar  o seu dom se tornou além prazer, rentabilidade, já que os próprios o auxiliaram em suas criações publicitárias.

Porém em determinado momento Renato percebeu que embora gostasse de criar para a parte publicitária da coisa, desenhar era realmente sua paixão e então resolveu seguir seu coração e se consolidar ainda mais na carreira.

Apesar de estar envolvido fortemente com a pintura digital, Renato aborda em sua biografia em seu site que nunca abandonou “o bom e velho lápis e papel”. As influências na hora de criar vão desde o pop art ao surrealismo, além de transitar em estilos como quadrinhos e até mesmo tatuagens, sem dúvidas estes estilos mesclados agregam e muito no trabalho de Renato tornando-os assim bem diferentões.

A construção dos desenhos normalmente iniciam com um rascunho de uma ideia que esteja na mente e é passada para o papel, não diferente de todos sempre ocorre uma mudança da ideia inicial. Em seguida ele parte para o traço, finalizado o traço começa a distribuir as cores na ilustração, de forma a ficarem equilibradas e que combinem e só depois são inseridos os efeitos e sombras.

Perguntamos sobre a maior dificuldade encontrada em sua carreira no início – “As maiores dificuldades é a concorrência do meio. Como tem muitos ilustradores, bastante gente boa, é difícil conseguir um lugar ao sol. É preciso que as pessoas te conheçam. Então é sempre importante estar divulgando, estar na cabeça das pessoas. Assim elas vão lembrar de você quando precisarem. Outra dificuldade é ter o trabalho devidamente valorizado. Impor o valor que você acha justo pelo seu trabalho é um desafio.”

E se você pensa que para a criação de Renato ele utiliza coisas de outro mundo tá enganado, seus materiais são uma lapiseira 0.5 para os rascunhos e na hora do outline e depois parte para a finalização através do photoshop e illustrator.

No site do Renato você encontra o portfólio completo repleto de inspirações e ilustrações únicas, além disso você pode adquirir alguns prints dele em diversos formatos aqui.

Comentários no Facebook