sábado, 16 dezembro 2017

As raízes da cultura popular pelas mãos de Filipe Almeida

Filipe Almeida se considera sortudo por nascer em Belém, no Pará. Sua carga cultural adquirida através do próprio bairro onde moram o possibilita de criar um olhar mais sensível para a cultura popular e de periferia.

Apesar da ilustração se fazer presente em sua vida desde muito cedo, foi na Universidade que o ilustrador se aprofundou em conhecimentos e técnicas e passou a trabalhar na área. Formado em Publicidade e também em Design Gráfico, ele faz da ilustração a sua principal forma de trabalho.

Além da cultura popular, são presentes nos trabalhos de Filipe o misticismo e o imaginário amazônico que são cenas fortes no estado do Pará e também o fantástico e o universo infantil. Para ele as imagens são formas de expressar ideias e sentimentos, até mesmo de uma forma mais completa do que através das palavras.

Para que seu repertório de referências seja amplo ele busca consumir arte em todos os sentidos, seja através de artesanatos ou expressões folclóricas, desde que se encaixem em cultura popular. Participar de manifestações culturais como Festival Folclórico de Parintins, Marujada são complementos importantes para a sua riqueza cultural.

Viajar para conhecer novas culturas também são parte do seu processo criativo. A experiência de rodar por um ano pela América Latina fizeram ele inovar o seu olhar para os seus trabalhos, através da foto-pesquisa ele registrou grafismos e indumentárias dos locais por onde percorreu.

Ele considera inicialmente seu processo de trabalho analógico e não abandona o bom e velho papel, lápis, borracha e nanquim, em seguida ele finaliza o trabalho digitalmente onde são aplicadas as cores.

Para conhecer um pouco mais dos trabalhos de Filipe acesse seu Behance e sua fanpage.

 

Comentários no Facebook